Rock nos trilhos – Metrô/SP

Rock nos trilhos

Você está regressando para casa, utilizando um dos meios de transporte mais acessados na cidade de São Paulo, o Metrô, é fã de Rock e por instinto começa a acompanhar os acordes da guitarra e a estrofe de Wasting Love do Iron Maiden , e não demora para compreender que o som que ecoa em sua mente, não esta sendo emitido dos seus fones de ouvido, mas sim de uma banda executando o som ao vivo, e que eles estão rodeados por uma centena de entusiastas, até aqui tudo dentro da normalidade de uma megalópole, mas basta se aproximar, para notar uma peculiaridade, todos os integrantes são seguranças do Metrô  (isso mesmo que você leu, aqueles homens de uniforme preto, que dedicam suas vidas em pró da segurança e conforto durante sua estadia nas dependências do Metrô) e a essa altura você já foi arrebatado como os demais expectadores,  dedicando seu tempo para apreciar um trabalho de qualidade, e diga-se de passagem, na cidade que subliminarmente tem o sobrenome “pressa” , conquistar a atenção das pessoas é uma dádiva para poucos, e a BSM (Banda de Seguranças do Metrô) faz isso com maestria há cerca de oito anos nas estações de todo o sistema metroviário de São Paulo .

Segundo Robson Rodrigues, assessor de imprensa na empresa e responsável pelo trabalho da banda, a ideia surgiu em meados de 2010 quando o departamento de segurança sugeriu que suas bases operacionais realizassem um trabalho social, três agentes optaram por realizar uma apresentação musical em uma casa de repouso, os bons resultados impulsionaram a realizar apresentações internas e consequentemente externas, Lucivaldo Araujo, Costa Lima e Cipriano deram inicio a primeira formação que agregou ao decorrer do tempo: Henrique Nunes, Marcos José, Fábio Ferreira, Geverton Silva, Wagner Junior, e Adolpho Ramos formando então a famigerada BSM, atualmente popular nas estações e com cerca de 70 mil seguidores somando suas fã- pages no facebook, na linguagem “metroviária” são inúmeros  carros, (vagões) em operação para transportar essa soma de usuários, um numero bastante expressivo.

Com frequência, as interpretações de Rock da BSM, em sua maioria, vídeos gravados por celular, são enviadas pelos seguidores em comum com o Baú do Rock, e a interatividade sempre é garantida, bem como aderente com nosso propósito, que é compartilhar trabalhos autorais, ou cover, que provem que não há fronteira, lugar, ou seleção de público para curtir um bom som, fazer novos amigos e ter uma excelente experiência musical em lugares inusitados como a estação da luz, em um dia útil e em pleno horário de pico, e porque não desfrutar dos seus clássicos favoritos, e depois ir com mais calma para casa ? nós do Baú fizemos essa pergunta aqui na redação, e iremos provar essa experiência no próximo dia 13 de setembro, realizando uma live do local para que todos aqueles que não são de São Paulo, possam virtualmente viver essa experiência, se estiver andando de metrô , e é fã da BSM ou do Baú,

apareça  e  viva o Rock \m/

crédito das imagens : acervo da banda e Alex Gamin

 

 

 

 

 

Baú do Rock