Morre aos 47 anos André Matos, vocalista ícone do Metal nacional

Matos foi o front-man das bandas Viper, Angra e Shaman

O Heavy Metal, não só o nacional como em todo o mundo, está de luto pela partida inesperada e pré-matura de uma das maiores vozes do segmento.

Dono de um agudo poderosíssimo e afinadíssimo, André Matos é (e sempre será) uma das vozes mais ilustres do gênero. Visionário e perfeccionista, ousou ao cantar Kate Bush para os headbangers e trazer um pouco da influência da música clássica para o mundo do Metal.

Matos foi o fundador do grupo Angra, banda das que participou que obteve mais expressão no estilo, porém também fez parte do Viper no início da carreira e do Shaman após sua saída do Angra.

O motivo da morte ainda não foi confirmado oficialmente, mas especula-se ter sido um caso de infarto fulminante. Uma opção bem provável, tendo em vista que Matos sempre levou uma vida saudável longe de cigarros, bebidas e drogas.

A notícia veio através de seu amigo e ex-companheiro de banda Confessori:

“O destino nos uniu, nos separou, nos reuniu e agora pregou mais essa com a gente. É com profunda dor em nossos corações que nos despedimos do Andre mais uma vez, desta vez de forma definitiva. Além da ferida que jamais cicatrizará, e mesmo sabendo que passamos momentos gloriosos junto ao nosso companheiro e amigo, restará pra sempre o melhor dele em nossos corações”, publicou Confessori, no seu Instagram em um texto assinado também pelos músicos Hugo Mariutti, Luís Mariutti, Fábio Ribeiro e Rick Dallal.

Baú do Rock

About the Author: Tomaz Sussekind

Tomaz Sussekind