STING CRITICA O AC/DC

O eterno vocalista do The Police foi o convidado pelo canal no YouTube do badalado produtor americano Rick Beato (AQUI) e comentou sobre a música produzida por uma das bandas mais cultuadas da história do rock. Ele deixou claro que admira o que o grupo australiano faz, o classificou de fantástico, mas acabou criticando sua sonoridade.

Angus Young e Sting

“Você sempre sabe o que está recebendo quando pega um disco AC/DC. É de alta qualidade, mas você sabe o que vai ouvir. E isso não é para mim”, disse o vocalista e baixista do The Police (via Ultimate Guitar).

Ele explicou suas preferências musicais: “Para mim, a essência de toda música é a surpresa. Quando escuto um trecho de uma música, se não me surpreende nos primeiros oito compassos, paro de ouvir, desligo. Eu preciso de surpresa. Dominic [Miller, guitarrista de sua banda] e eu temos um professor chamado J.S. Bach, e você toca oito compassos de Bach, e você fica surpreso o tempo todo… a composição é realmente sobre surpresa”.

Sobre o amadurecimento musical de um artista, Sting disse o que pensa sobre aqueles que permanecem muito tempo em uma banda. “Eu acho que é muito difícil deixar uma banda depois de um certo ponto porque uma banda é como uma gangue adolescente, é como uma gangue de rua. Mas, você não quer estar em uma gangue de rua para o resto de sua vida, você não pode amadurecer, você não pode explorar, você tem que ficar preso com este regimento de três pessoas, é isso. Ele não mencionou nenhum músico específico, mas deixou claro: “Não há saída para eles agora”.

Baú do Rock

About the Author: Márcio Jean De Carli

%d blogueiros gostam disto: